AVENGED SEVENFOLD - THE WICKED END

Loading...

domingo, 31 de janeiro de 2010

O meu valor Primordial-a FAMÍLIA


Poema escolhido(autor desconhecido)

Família

Diálogos, amor, carinho
Conselhos, ajuda, orientação
Assim é a família
Como um grande coração
Onde todos somos irmãos!!!

Desastres acontecem
A família nos sustenta
Angústias nos afligem
A família nos ampara
Vivemos a sofrer
A família nos ergue!

Sentimos saudade
A família nos consola
Temos frustrações
A família nos orienta
Estamos desanimados
A família nos alegra
Estamos perdidos
A família nos mostra o caminho...

Família, o alicerce do homem
Família, base social
Família, bênção divina
Família, anjo que ilumina!!!




Tradução da Música

Bullet for my Valentine
Hearts Burst Into Fire( O coração explode em chamas)

Estou a voltar para casa,
Estive longe durante demasiado tempo,
Ainda te lembras de mim ?
Estou a partir,
Estraguei as coisas outra vez,
Estou a sonhar,
Demasiado tempo passado sem ti,

Isto magoa, feridas tão dolorosas,
Estou destroçado, Agora estou destroçado,
Tenho estado muito longe,
Quando olho para a tua cara, o meu
Coração explode em chamas,
Coração explode em chamas

Não estás sozinha,
Sei que estou longe de casa,
Ainda te lembras de mim ?
Estou a partir,
Vais esperar por mim outra vez?
Estou a gritar,
Não haverá mais nenhum dia passado sem ti

Isto magoa, feridas tão dolorosas
Agora estou destroçado,
Agora estou destroçado
Tenho estado muito longe
Quando olho para a tua cara,o meu
Coração explode em chamas,
Coração explode em chamas

Agora que cresci tão sozinho,
Nenhum abraço, apenas lençóis para me segurarem,
O mundo terá deixado de girar,
Será que devemos ficar separados para sempre ?
Separados para sempre

Isto magoa, feridas tão dolorosas
Agora estou destroçado,
Agora estou destroçado
Tenho estado muito longe
Quando olho para a tua cara,o meu
Coração explode em chamas,
Coração explode em chamas

Estou a voltar para casa, estive longe durante demasiado tempo,
Estou a voltar para casa, Será que te lembrarias de mim? ?
Ainda te lembras de mim ?
Estou a partir, estou a gritar, estou a sonhar,
Quando o meu CORAÇÃO EXPLODE EM CHAMAS!

sábado, 30 de janeiro de 2010

O Meu Valor Primordial: Deus

Poema Seleccionado

Ignoto Deo

Desisti de saber qual é o Teu nome,
Se tens ou não tens nome que Te demos,
Ou que rosto é que toma, se algum tome,
Teu sopro tão além de quanto vemos.

Desisti de Te amar, por mais que a fome
Do Teu amor nos seja o mais que temos,
E empenhei-me em domar, nem que os não dome,
Meus, por Ti, passionais e vãos extremos.

Chamar-Te amante ou pai... grotesco engano
Que por demais tresanda a gosto humano!
Grotesco engano o dar-te forma! E enfim,

Desisti de Te achar no quer que seja,
De Te dar nome, rosto, culto, ou igreja...
– Tu é que não desistirás de mim!

José Régio, in 'Biografia'



Tradução da música escolhida
Essa mulher
Essa mulher é louca

Vai e volta sem parar
E grita-me algumas palavras

Não me consigo lembrar onde nos conhecemos
No Norte perto da fronteira

Ou para o Sul pelo mar.
Ela está errada na maioria das vezes

Mas em momentos ela está certa
Ela é realmente para mim.

Então eu rezo
Para não vê-la novamente

O tempo todo que ela aqui vem
Mas eu sei que não vai ser fácil

Eu não sei onde ela está
Eu não sei onde ela está agora.

Ela encontra sempre uma
maneira de me encontrar

Eu não consigo fugir,
não há nenhuma maneira como fugir

De jeito nenhum eu vou ficar,
outro dia.

A minha experiência cultural na Índia

Cá estou eu, ansioso para a minha primeira experiência cultural na Índia.
A Índia é um país completamente diferente… Diferente do que o que eu conhecia. Talvez eu conhecesse pouco, ou talvez tudo o que conhecesse fosse perto de mim…
O povo indiano é um povo extremamente simpático. Este é o sumo do conjunto de opiniões que tenho vindo a juntar ao longo da minha curta, mas intensa estada em Delhi. Os indianos, os homens, são em geral simpáticos. Digo homens porque o convívio que tenho tido oportunidade de ter tem sido com homens. Infelizmente,o casamento é um só e para sempre, esteja-se contente ou não, é uma questão de mentalidade. A mulher fica em casa, trata dos filhos, do marido, da casa. Bom, isto de acordo com a classe social. Nas classes baixas todos trabalham, pois a necessidade impera sobre a tradição, nas classes altas a maior parte trabalha, pois a evolução impera sobre a tradição. Mas nas classes médias, a classe tradicionalista por excelência, o homem trabalha, a mulher fica em casa. Como nos tempos antigos. Na Índia ainda se vive os tempos antigos. A gentileza do Indiano é abundante, aparece em todas as situações do meu dia! A necessidade de manifestação de poder é outra das características do Indianos.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Relatório de aula

Na aula do dia 19 de Janeiro de 2010, de Filosofia, enquadrada no tema dos valores, foi concluída a apresentação das restantes quadras requisitadas pela Profª Diana Tavares.
Como na aula anterior também muito bem concedidas, mas com valores repetidos como a família e amigos. Como o sistema não é quem escolhe primeiro, mas sim o de que cada um dá valor. Na apresentação também com estava estipulado também forem exibidos os poemas e músicos. Mais para o fim da aula iniciámos um tema novo sobre os juízos de facto e de valor. Um juízo de facto é apenas uma descrição das coisas. “A pena de morte foi abolida em Portugal”. Um juízo de valor já é uma apreciação positiva ou negativa das coisas “A pena de morte é injusta”. Os juízos de facto têm valor da verdade, mas há quem pense que não se pode dizer o mesmo dos juízes de valor.

Relatório de aula

Na passada aula de Filosofia do dia 18 de Janeiro de 2010, invés de continuar com a apreciação dos quadros dos valores primordiais realizados pelos alunos, dirigimo-nos para o polivalente da escola para assistir uma sessão sobre a Assembleia da República, orada pelo deputado do PSD, Paulo Cavaleiro, natural de São João da Madeira, nasceu no dia 8 de Dezembro de 1973, é licenciado em Educação Física e Desporto, como profissão é professor e no Parlamento pertence a 3ª das 12 comissões existentes. Elas são a comissão de Educação e Ciências, a de Obras Públicas, Transportes e Comunicações e do Ambiente, ordenamento de Território e Poder Local. Falou sobre a Assembleia e também do Parlamento de Jovens.

Relatório de aula

Na aula de Filosofia no dia 10 de Janeiro de 2010, enquadrada no tema dos valores, iniciámos por observar os quadros representativos dos valores primordiais dos alunos.
Valor é quando reconhecemos valor às coisas (por exemplo, considerando-as belas, Justas ou Sagrados), inclinamo-nos a ter atitude favorável em relação a elas que se reflecte nos nossos actos recomendações e escolhas. Na apresentação dos alunos também foram apresentações músicas preferidas dos alunos e poemas escolhidos pelos mesmos, de grandes autores nacionais. Na apresentação houve discursos muitos interessantes. Para mim parte dos alunos que apresentaram a Família é o valor primordial, para muitos deles é o seu mais que tudo porque sem eles não estariam presentes neste mundo. Alguns escolheram a felicidade o mais importante porque não estariam felizes com eles próprios. Na minha opinião a família é o mais importante porque eles sempre me ajudaram a passar os maus momentos.
Apesar de não termos visto os quadros todos na aula passada, os que vimos estão muito bem executados.

Valor Primordial: Família

Poema "A Família" de Lili Laranjo


Família...
Sete letras mágicas...
Letras fortes e lindas...
Pois quando forma palavra...
É realmente o que é...
Sentimos o plilar da casa
Forte e seguro...
E nas contrariedades...
Que surgem na vida...
Quando há família...
Quando há união...
E quando há amor...
Não há mesmo nada...
Que nos derrube...

Letra traduzida da música "Leave out all the rest", Linkin Park

Eu sonhei que estava desaparecido, tu estavas tão assustada
Mas ninguém te ouviu, porque ninguém se importava
Depois do meu sonho eu acordei com este medo
O que eu estou a deixar quando acabar aqui?
Então, se tu me perguntares, eu quero que saibas
Quando minha hora chegar esquece os erros que cometi
Ajuda-me a deixar para trás algumas razões que deixem saudades
Não fiques ressentida comigo, quando te sentires vazia
Mantém-me na tua memória, deixa todo o resto para fora
Deixa todo o resto para fora
Não tenhas medo
Eu tomei a minha batida, eu partilhei o que eu fiz
Eu sou forte na superfície, não através do caminho todo
Eu nunca fui perfeito, mas tu também não.
Então, se tu me perguntares, eu quero que saibas
Quando minha hora chegar esquece os erros que cometi
Ajuda-me a deixar para trás algumas razões que deixem saudades
Não fiques ressentida comigo, quando te sentires vazia
Mantém-me na tua memória, deixa todo o resto para fora
Deixa todo o resto para fora
Estou a esquecer
Todas a feridas no interior que tu aprendeste a esconder tão bem
Estou a fingir
Que alguém diferente pode vir e me salvar de mim mesmo
Eu não posso ser quem tu és
Quando minha hora chegar esquece os erros que cometi
Ajuda-me a deixar para trás algumas razões que deixem saudades
Não fiques ressentida comigo, quando te sentires vazia
Mantém-me na tua memória, deixa todo o resto para fora
Deixa todo o resto para fora
Estou a esquecer
Todas as feridas no interior que tu aprendeste a esconder tão bem
Estou a fingir
Que alguém diferente pode vir e me salvar de mim mesmo
Eu não posso ser quem tu és
Eu não posso ser quem tu és

Valor Primordial: Esperança

Poema – A ESPERANÇA
Rogério Martins Simões

Entrelaço os meus dedos nos teus.
Vivas ilusões, ténues lembranças.
Foram inatingíveis os versos meus.
Outono breve, poucas esperanças.

Ateámos o fogo nas estrelas dos céus,
Mapeávamos os nossos corpos de danças,
Encontros e desencontros não são réus.
Presos não estamos, procuro mudanças.

Agora, adorno enigmas bordados de cruz.
Cintilam horizontes de esperança e luz.
O meu fogo arde no mais puro cristal.

E se na alquimia procuro a perfeição,
Respondo às interrogações do coração,
Descubro no amor a pedra filosofal.



Inês Pinto nº 28

Trabalho sobre o meu valor primordial: Amizade

Poema de Albert Einstein:
'Pode ser que um dia deixemos de nos falar...
Mas, enquanto houver amizade,
Faremos as pazes de novo.
Pode ser que um dia o tempo passe...
Mas, se a amizade permanecer,
Um de outro se há-de lembrar.
Pode ser que um dia nos afastemos...
Mas, se formos amigos de verdade,
A amizade nos reaproximará.
Pode ser que um dia não mais existamos...
Mas, se ainda sobrar amizade,
Nasceremos de novo, um para o outro.
Pode ser que um dia tudo acabe...
Mas, com a amizade construiremos tudo novamente,
Cada vez de forma diferente.
Sendo único e inesquecível cada momento
Que juntos viveremos e nos lembraremos para sempre.
Há duas formas para viver a sua vida:
Uma é acreditar que não existe milagre.
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.'

Tradução da música
Extreme – more than words

Mais do que palavras

Dizer amo-te..
Não são as palavras que quero ouvir de ti
Não é que eu não queira que digas, mas se ao menos tu soubesses
Como poderia ser fácil mostrar-me o que tu sentes
Mais do que palavras é tudo o que tu tens de fazer para tornar isso real
Assim não precisarias dizer-me que me amas porque eu já saberia

O que o farias se o meu coração fosse partido em dois?
Mais do que palavras para te mostrar o que tu sentes
Que o teu amor por mim é real
O que tu dirias se eu não desse importância a essas palavras
Depois tu não poderias fazer coisas novas
Só dizendo 'amo-te'

Mais do que palavras.

Eu ando a tentar conversar contigo e fazer-te entender
Tudo o que tens de fazer é fechar os olhos
E estender as tuas mãos para me tocar
Abraça-me e não me deixes partir
Mais do que palavras é tudo o que sempre precisei
Depois não precisas dizer que me amas
Porque eu já saberia

O que o farias se o meu coração fosse partido em dois?
Mais do que palavras para te mostrar o que tu sentes
Que o teu amor por mim é real
O que tu dirias se eu não desse importância a essas palavras
Depois tu não poderias fazer coisas novas
Só dizendo 'amo-te'

Mais do que palavras.
(x4)

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Valor Primordial - Igualdade

Poema Igual - Desigual de Carlos Drummond de Andrade

Eu desconfiava:
todas as histórias em quadradinho são iguais,
todos os filmes norte americanos são iguais,
todos os filmes de todos os países são iguais,
todos os best-sellers são iguais,
todos os campeonatos nacionais e internacionais de futebol são iguais,
todas as mulheres que andam na moda são iguais,
todos os sonetos, gázeis, virelais, sextinas, e rondós são iguais
e todos os poemas em verso livre são enfadonhamente iguais.

Todas as guerras do mundo são iguais,
todas as fontes são iguais,
todos os amores iguais, iguais, iguais,
iguais todos os rompimentos,
a morte é igualissima.
Todas as criações da natureza são iguais.
todas as acções cruéis, piedosas ou indiferentes são iguais.
Contudo, o homem não é igual a nenhum outro homem, bicho ou coisa.

Ninguém é igual a ninguém.
Todo o ser-humano é um estranho ímpar.




Tradução da Música Break on Through dos The Doors

Tu sabes que o dia destrói a noite
A noite divide o dia
Tentei correr,Tentei esconder-me
Atravessa para o outro lado
Atravessa para o outro lado
Atravessa para o outro lado, yeah

Caçamos nossos prazeres aqui ,
Cavamos nossos tesouros ali ,
Tu ainda te lembras da época em que choramos?
Atravessa para o outro lado
Atravessa para o outro lado

yeah!
vamos, yeah

Todos amam a minha miúda,
Todos amam a minha miúda
Ela fica
Ela fica
Ela fica
Ela fica pedrada

Encontrei uma ilha nos seus braços
Um país em seus olhos
Braços que nos acorrentam, Olhos que mentiram
Atravessa para o outro lado
Atravessa para o outro lado
Atravessa,wow, oh yeah!

Fiz a cena de semana a semana
Dia a dia, hora a hora
O portão é recto, Profundo e largo
Atravessa para o outro lado
Atravessa para o outro lado
Atravessa
Atravessa
Atravessa
Atravessa
Atravessa
Atravessa
Atravessa

Valor primordial- Família

Família desponta das nossas origens
No limiar de uma nova era
Gerada por afinidades
Na união que se que integra…

É um prato recheado
De sentimento e alegria,
É convivência de partilha,
É vibração de harmonia…

É o todo que faz único
É único que faz o todo
É o mundo em parceria
Habitando o nosso globo

Família é acolhimento,
Vivenciando igualdade,
É calor e protecção,
Presença e felicidade…

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Trabalho sobre o meu valor primordial: Felicidade



FELICIDADE

Felicidade
Passa
E quase não se sente,
Passa.
Sem passado
Nem presente.

Olhem!
Quase não se vê
Como a ausência
Que não se lê.

Felicidade
Passa
Tão perto, tão rente
Junto de nós
Calada.
Colada levemente

Olhem
Quase não se vê
Como a tristeza que não se lê.

Felicidade
Passa
E quase não se sente
Passa
Mesmo ao nosso lado
E desaparece de repente.

Rogério Martins Simões