AVENGED SEVENFOLD - THE WICKED END

Loading...

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Análise aprofundada do filme "Sinais do Futuro" 14 de Dezembro de 2009


A realização deste trabalho, está no âmbito de relacionar os conceitos mais complexos da Filosofia, tais como: Determinismo; Livre Arbítrio; Nostradamus; Destino; com o desencadeamento do filme "Sinais do Futuro", que por sua vez, vai reverter-nos para uma situação do quotidiano.
Começando pelo determinismo, que é uma teoria que afirma serem todos os acontecimentos, inclusive vontades e escolhas humanas, causadas por acontecimentos anteriores, ou seja, sendo o homem destituído de liberdade total de decidir.
Na minha opinião o determinismo, é uma teoria filosófica completamente descabida. Sei que o determinismo e o livre arbítrio são proclamados como coexistentes, por vários pensadores. Embora, eu não compreenda como dois princípios opostos podem coexistir, se a existência de um anula a existência do outro. Não concordo com os princípios do determinismo, na minha opinião todos nós temos o direito de fazer as nossas próprias escolhas, não obstante àquilo que somos ou fazemos. Porém, devo salientar que logo no início da nossa vida somos confrontados com o determinismo, pois nenhum de nós usufruiu da escolha de querer fazer parte deste mundo ou não. Deste modo, o conceito de determinismo não é persuasivo, mas sim manipulador, implementando nas nossas vidas conceitos dissimulados que nos levam a agir como marionetas, sem opções, sem escolhas, tudo o que fazemos é influenciado por uma metodologia, que embora, vá contra os nosso princípios, devemos cumpri-la. Com esta minha opinião, claro está, que também não acredito no destino. Não me agrada a ideia de não poder controlar a minha própria vida, pois caso contrário, nada para mim faria sentido. Independentemente de tudo o que fizesse o meu futuro estaria estipulado. A nossa realidade tem de ser moldável e conforme, a moral dos nossos actos, sendo bons ou maus, devemos arcar com as consequências daquilo que realizamos.
O filme que visualizamos, está assente no conceito de Numerologia e sobretudo nas teorias do astrólogo e profeta Nostradamus. A numerologia é o estudo das influências e qualidades místicas dos números. Segundo a numerologia cada número ou valor numérico é dotado de uma vibração, ou essência individual e indicaria tendências de um acontecimento ou personalidade, apesar de não existir qualquer evidência científica de que os números apresentam tais propriedades. Daí a personagem Lucinda, ter escrito uma vasta sequência de números, e ouvir como que o chamar destes, na sua cabeça. Sendo a vibração dos números tão intensa na sua mente, Lucinda ao ter sido interceptada pela professora, não podendo acabar a sua sequência de algarismos, isolou-se num compartimento e escreveu os números que lhe faltava, na parede, ao ponto de fazer sangrar as suas mãos.
Ao ter sido enterrado o papel repleto de números de Lucinda, juntamente, com os restantes desenhos da sua turma, numa cápsula do tempo; após 50 anos, os alunos dessa mesma escola dessenterraram essa cápsula do tempo e num dos desenhos, um dos alunos descobre uma série de números. O pai desse mesmo aluno, toma conhecimento da existência desse papel repleto de números, de que o seu filho tomou posse; e sente a necessidade de o analizar pormenorizadamente. John acredita no livre arbítrio, tendo transparecido isso mesmo aos seus alunos, numa aula. Livre Arbítrio, é a crença filosófica que afirma que a pessoa tem o poder de escolher as sua acções. Em que os acontecimentos não são coordenados por acções antecedentes. Com a análise detalhada da sequência de números, John descobre então que esses mesmos números representam datas de acidentes naturais e catastróficos, que ocorreram nos últimos anos, inclusive datas que ainda estariam para acontecer. E é, entao neste momento, que podemos observar a aplicação das teorias do astrólogo Nostradamus. Nostradamus afirmava, que as suas profecias não se tratavam de eventos fatalmente destinados a concretizarem-se, mas sim avisos à humanidade. Também afirmava que as trágicas catástrofes por ele profetizadas podiam não suceder. Contudo, ainda avisava que se a Humanidade não alterasse o seu comportamento, os terríveis destinos previstos pelas suas visões ir-se-iam cumprir.
Pôs-to isto, o professor presenciou ou melhor, fez parte de uma catástrofe, em que a sequência de números de Lucinda, tinha inscrita a latitude exacta; deste modo John ficou convicto de que a lista estava certa.
À medida que as datas e o número de mortes se vão confirmando, a personagem principal, deixa de acreditar no livre arbitrio, que era um conceito bastante assente na sua vida; e passa a acreditar que tudo na vida está pressupôs-to, sendo isto um dos princípios do determinismo.

Sem comentários:

Enviar um comentário