AVENGED SEVENFOLD - THE WICKED END

Loading...

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Resumo da aula


No passado dia 23 de Novembro de 2009, a nossa professora de filosofia decidiu começar a aula com algumas revisões, visto que se aproxima a data do teste. Uma das questões da professora foi: qual a importância da acção humana na nossa vida. A acção humana faz com que nós humanos consigamos perceber o que nos distingue dos animais e estabelecer as nossas linhas orientadoras de vida. Também aprendemos que só somos completamente livres quando praticamos actos humanos ou voluntários.
Após as revisões, a professora pediu um voluntário para ler um resumo da matéria a ser tratada na unidade: Dimensões da acção humana e dos valores. Com a leitura deste resumo (feito pela professora), a professora tinha como um dos objectivos que nós retêssemos informação, para melhorarmos a nossa escrita. Neste resumo que se baseava na dimensão ético-política/Análise e compreensão da experiência convivencional, retiramos algumas noções importantes, tais como, o facto da filosofia promover condições que viabilizem uma autonomia de pensar, ou seja, promover a capacidade de cada pessoa para que esta seja capaz de dizer a sua palavra, ouvir a palavra do outro e dialogar com ela, visando construir uma palavra comum e integradora. Tomamos conhecimento de que o homem é um ser moral, o que não significa que tenha nascido assim, pois o homem é uma construção continuada.
O homem enquanto sujeito imprescindível para consigo mesmo, com o outro e com as instituições (ao dizer instituições refiro-me ás escolas, família, hospitais, amigos, estruturas organizadas como a monarquia hereditária, propriedade privada, etc).
Nós, seres humanos se não vivêssemos em convivência, isto é, em sociedade, nós éramos seres menores, vivamos em minoria. O outro é como o elemento edificador (porque diz aquilo que está certo ou errado, critica-nos, diz-nos aquilo que nós somos. Obriga-nos a reflectir sobre aquilo que nós somos, a analisar-nos e a corrigir os nossos erros).
Viver em sociedade é integrar-se em instituições que protegem o indivíduo, promovem a sua formação e estabelecem uma ordem e um equilíbrio sem os quais a existência e o bem-estar individuais seriam deveras comprometidos.
Resumindo, os termos Ética e Moral, encontram-se desde sempre relacionados com a vivência em comunidade, estes não faziam sentido se o homem não fosse um ser com determinadas capacidades, orientando para a procura de uma "vida boa"; um sujeito comunitário e institucional, capaz de promover uma sociedade equitativa e justa.
Para concluir a aula, a professora deu o resto de tempo que nos restava para concluir o trabalho de grupo começado na aula anterior sobre a análise de um acto voluntário. Daniela Formigal

Sem comentários:

Enviar um comentário